XBOXERS
A mais nova comunidade de Xbox do Brasil

Call of Duty: Vanguard – trailer cinematográfico da campanha e mais detalhes de seus personagens e bastidores

Call of Duty: Vanguard é mais do que apenas um jogo sobre a Segunda Guerra Mundial – é sobre como o mundo como conhecíamos poderia ter sido destruído após isso.

Apesar de a maioria das histórias de Vanguard se passarem em conflitos em diversas frentes, elas refletem como cinco soldados comuns se tornaram heróis, resultando no verdadeiro core da Campanha – a origem das Forças Especiais: a Força-Tarefa Um e como ela impediu a destruição do mundo mesmo após o fim da guerra.

O surgimento das Forças Especiais de todas as frentes

O jogo começa em seu clímax: como um Operador recém-recrutado na emergente Força-Tarefa Um, o jogador está a caminho de uma instalação de U-boat fortemente fortificada. Lá, ele deve se infiltrar no complexo e obter inteligência militar vital do Eixo – proveniente de algo com o codinome Projeto Fênix – antes de ser contrabandeada para fora da Alemanha.

O jogador conta com cinco soldados especiais como seus companheiros de esquadrão, cujas ações individuais ajudaram a virar o jogo da Segunda Guerra Mundial em quatro frentes principais: Soldado Lucas Riggs na Campanha do Norte da África; Tenente Wade Jackson do Pacífico; Tenente Polina Petrova que defendeu seu país natal na Frente Oriental; e o líder: Sargento Arthur Kingsley, do 9º Batalhão de Paraquedas do Exército Britânico.

Na Campanha de Vanguard o jogador poderá viver os momentos que tornaram estes soldados heróis e aprenderá como eles se uniram para liderar a Força-Tarefa Um. A campanha também apresenta o conceito de “Forças Especiais” internacionais e, por fim, leva os fãs frente a frente com o homem que está liderando o Projeto Fênix: o implacável oficial nazista Hermann Wenzel Freisinger.

Bastidores da construção da Campanha de Vanguard

Além da campanha de Vanguard, hoje a Sledgehammer Games também deu mostrou um pouco mais de seu estúdio – também em várias frentes, como Estados Unidos, Canadá e Austrália – e o que eles estão fazendo para contar esta história original baseada na Segunda Guerra Mundial.

Depois de recontar alguns dos momentos familiares da Segunda Guerra Mundial em 2017, a Sledgehammer estava pronta para retornar a este conflito global com uma perspectiva mais ampla. Ao falar com seu conselheiro histórico sobre o enredo de Vanguard, o conceito de batalhas que mudaram a direção da guerra e que aconteceram em todo o mundo tomou conta da narrativa.

“Tinham batalhas acontecendo nas paisagens cheias de neve de Stalingrado, nas Ilhas Salomão no Pacífico e no no Norte da África”, comenta David Swenson, Diretor Criativo de Campanha de Vanguard.

E apesar de dezenas de milhões estarem envolvidos no esforço da guerra, as ações individuais ainda representavam as principais contribuições. “Temos como pano de fundo essas batalhas épicas em diversos locais”, disse Swenson, “mas também estamos nos concentrando nas histórias pessoais daqueles que lutaram na Segunda Guerra Mundial. Estas são as histórias que queremos contar. “

Essas são as histórias que inspiram os Operadores que formam a Força-Tarefa Um.

Para contar as histórias desses personagens, a Sledgehammer Games juntou um grupo diversificado de escritores, cada um com suas próprias habilidades e perspectivas sobre a guerra.

“Fazer uma história sobre a Segunda Guerra Mundial”, explica o líder de narrativa, Stephen Rhodes, “que tem sido muito explorada nos videogames, e usar essa história e aquele momento crucial no tempo como um trampolim para contar histórias únicas e interessantes é uma das partes mais animadoras da campanha Vanguard”.

“Na Segunda Guerra Mundial”, comenta a designer de narrativa, Belinda Garcia, “você assume que está sempre na linha de frente e acho que o que nossa narrativa consegue mostrar muito bem que a guerra foi travada em todos os lugares. Foi travado em locais civis e afetou pessoas em casa. Afetou seus entes queridos e afetou todas essas pessoas que podiam não querer participar da guerra, mas tiveram que fazê-lo. “

A Designer de Narrativa, Alexa Ray Corriea, também falou como todo o comprometimento do time com os personagens, “é uma equipe realmente especial”, elogia ela.

Para mais detalhes sobre os bastidores da campanha, acesse o post completo no blog.

Conhecendo melhor os Operadores de Elite da Campanha de Vanguard

Mas afinal, quem são esses operadores habilidosos que formam a Força-Tarefa Um?

A Campanha de Call of Duty: Vanguard apresenta cinco heróis – Richard Webb, além dos personagens jogáveis Arthur Kingsley, Polina Petrova, Lucas Riggs, Wade Jackson – que formam um esquadrão internacional no fim da Segunda Guerra Mundial, determinados a eliminar a ameaça do Eixo de vez. Esses Operadores representam apenas um terço dos 12 personagens jogáveis disponíveis no lançamento no Multijogador.

Por trás desses Operadores está a equipe narrativa da Sledgehammer Games – apresentada anteriormente aqui – que planejou, redigiu e pesquisou muito para a campanha da Vanguard e que deve dar vida a todos os operadores multijogador do jogo no lançamento e nas temporadas que virão.

Abaixo um pouco mais de detalhes dos protagonistas da Campanha e suas habilidades únicas – e também um pouco sobre o antagonista da história Hermann Wenzel Freisinger:

Sargento Arthur Kingsley

Coração e líder da Força-Tarefa Um, Kingsley nasceu na região de Duala em Camarões antes de frequentar a Universidade de Cambridge e se alistar ao Exército Britânico. Um homem de nobreza cujos pais encorajaram seu multilinguismo – ele fala inglês, alemão, francês, português e bantu – Kingsley viu política sempre sendo discutida à mesa de jantar.

Embora Kingsley seja um líder nato, ele teme cair nos padrões tradicionais do Exército Britânico, deliberando demais às vezes quando seus soldados podem enfrentar uma situação de risco de vida. No entanto, tudo isso representa um cuidado quase incomparável para aqueles que servem ao lado dele, e Kingsley trabalha todos os dias não apenas para protegê-los, mas também para ganhar seu respeito.

Arthur tem um forte senso de lealdade para lutar contra os nazistas para ajudar a proteger sua casa e acabar com as ideias perigosas que o nazismo propaga.

Tenente Polina Petrova

Nascida e criada em Stalingrado, Polina Petrova é uma soldada não por escolha, mas sim por necessidade de defender seu país.

Polina é uma mulher de poucas palavras, mas quando ela fala, o faz com propósito e deixa um impacto poderoso. Ela fica satisfeita sozinha, apenas se abrindo para aqueles em quem ela confia e respeita profundamente, com inteligência afiada e educada.

Seja por palavras ou ações, Polina é movida pelo desejo de ver sua casa livre dos invasores nazistas, e ela não tem medo de colocar essa busca pessoal acima de seus deveres.

Soldado Lucas Riggs

Lucas Riggs prefere ações a palavras, e por mais que sua personalidade esteja longe de ser explosiva, o método dele de lidar com ameaças é cheio de combustível.

Lucas pode ser descrito como um enigma – ele não se ofenderia com isso, porque entende as pessoas o mesmo tanto que elas o entendem. Riggs é a definição de paixão de um soldado, que valoriza seus companheiros e seu país acima de tudo.

Tenente de 1ª Classe Wade Jackson

Nascido em Nova Iorque, o piloto Wade Jackson se sente mais à vontade no céu do que no chão… E ele vai fazer todas as acrobacias possíveis, mesmo que não tenha necessidade na missão.

Crescendo no Brooklyn como uma primeira geração Americana, Jackson é um rebelde que frequentemente se vê envolvido em brigas, especialmente quando estão relacionadas ao respeito por sua família.

Carismático e entusiasta, Wade tende a ser o lobo solitário ousado, mas recebe bem membros de time competentes se eles não ficarem em seu caminho.

Sargento Richard Webb

Mesmo compartilhando a mesma patente de seu companheiro de equipe, Arthur Kingsley, o Sargento Richard Webb é braço direito, amigo e confidente de Kingsley.

Ele sabe que seu país precisa dele para a guerra, mas não vê honra no dever. Em vez disso, ele vê o trabalho militar como um trabalho que deve ser feito para que se tenha alguma esperança de que a vida volte à normalidade.

Hermann Wenzel Freisinger, Coronel Líder de Grupo da SS

Principal antagonista da Campanha de Vanguard, Freisinger é um oficial nazista ambicioso e arrogante, que trabalha no quartel da Gestapo em Berlin. Ele é interrogador chefe da SS e arquiteto secreto do misterioso Projeto Phoenix.

Para mais detalhes sobre os operadores da campanha, acesse o post completo no blog.

Mais informações da campanha em breve

Enquanto o lançamento global de Vanguard no dia 5 de novembro se aproxima, o Blog Call of Duty é a central de informações que os fãs precisam para saber tudo sobre o título.

Mantenha-se conectado ao blog – via @Activision, @CallofDuty, e @SHGames no Twitter, Instagram e Facebook – para uma visão mais próxima do novo capítulo de Zombies da Treyarch, preload e especificações de PC, além de mais informações sobre tudo de Vanguard.

O jogo tem lançamento marcado para PlayStation®5, PlayStation®4, Xbox® Series X|S, Xbox One®, e PC pela Battle.net a partir de 5 de novembro. A nova experiência em Call of Duty: Warzone será lançada ainda neste ano em uma data futura. Call of Duty: Vanguard estará disponível apenas em cópias digitais no Brasil.

Além do Blog Call of Duty, é possível acessar o Blog da Sledgehammer Games para anúncios de Call of Duty: Vanguard e informações direto do estúdio líder de desenvolvimento.

Pré-venda digital já disponível.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar a usar esse site, você concorda com o seu uso. Aceitar e fechar Consulte nossa política de privacidade para saber mais a respeito, clique aqui.